terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Das Dores da Imigração

Acho que em todo blog sobre vida de imigrante ou vida de expatriados (que é a palavra que está na moda) sempre tem um momento, por vezes até uma seção inteira sobre "como é sofrido viver longe de casa".

Consequentemente, as perguntas "Mas e a saudade? ou Você não sente falta...? estão entre as 10 mais feitas, quem acompanha o blog já cansou de ver essas perguntas por aqui, não é?

E verdadeiramente, chegou a minha hora de falar sobre isso:

Imigrar não dói, o que dói é viver em dois mundos. Na vida, sobretudo, quando se decide viver em outro país é preciso saber a hora de encerrar ciclos e de se desligar do que voluntariamente se deixou para trás.

O problema da grande maioria das pessoas não é propriamente se adaptar ao novo, mas abandonar o velho. Velhos hábitos, velhos costumes e até velhos problemas, por piores que sejam são conhecidos e já se sabe lidar com eles, não é?

O sofrimento é voluntário. O sofrimento vem dos nossos apegos (Não fui que disse isso, foi Buda, eu apenas constato a veracidade e a sabedoria desse pensamento).

A vida é um eterno abrir e fechar de ciclos e quando você decide morar em outro país, você primeiro precisa encerrar o seu ciclo com tudo que vai ficar no seu país.

O imigrante é antes de tudo alguém que se especializa em fechar ciclos, e mais importante, alguém que sabe reconhecer antes de todo mundo a hora exata de fechar um ciclo, de mudar, de recomeçar, de reinventar o mundo e a vida, e principalmente, é alguém que sabe dizer adeus sem dor no coração, porque o adeus dito na hora certa não dói, é leve, é seguro e por vezes é até bonito.

E com isso, eu aproveito este post para me despedir de vocês e do blog. Esse será o meu último post.

Eu acredito que o blog conseguiu mostrar a verdade da vida em Israel, conseguiu quebrar muitas ideias erradas e mudar algumas mentalidades, assim sendo eu considero que a minha missão com esse blog está cumprida e portanto é hora de encerrar mais um ciclo na minha vida.

E para não dizer que eu me despeço sem imagens, vou deixar algumas fotos do pôr do sol em Israel, que é seguramente o mais bonito do mundo e que para mim é a imagem que melhor representa o encerramento de um ciclo (fim e recomeço).

Eu tenho muito carinho por essa foto, porque esse foi o primeiro pôr do sol que eu fotografei aqui - Jul/2009.

Na estrada voltando do mar morto - Pôr sol sobre o deserto.

Em Ashdod - Pôr do sol sobre o Mar Mediterrâneo.
E esse foi o primeiro pôr do sol que eu fotografei aqui em Nazareth, esse sim o mais bonito do planeta e é assim que o sol se põe o verão inteiro.

E esse vídeo eu filmei no estacionamento do Shopping Dodge Center aqui em Nazaré, quando eles estavam inaugurando o parquinho que tem lá agora. No caso era uma quinta-feira e o sol também acabava de se por:




*Não se preocupem o blog vai continuar no ar, não haveria nenhum sentido em apagá-lo.
E não precisa me perguntar, eu não estou indo embora de Israel, nem de Nazaré, nem de lugar nenhum.

E para quem ainda quiser me escrever o e-mail do blog vai continuar ativo, apesar de eu levar às vezes 2 semanas para responder eu continuarei respondendo: vivendoemisrael@gmail.com

As únicas coisas que eu vou tirar do ar daqui umas 2 ou 3 semanas são o twitter e a página do blog no Facebook.

Mas a minha conta pessoal no Facebook e o canal do Youtube  continuarão ativos, porque são meus pessoais, ok?

Foi um prazer enorme conhecer todos vocês!!!





sábado, 8 de fevereiro de 2014

Haifa - Terceira Maior Cidade de Israel

Haifa é uma das cidades que mais definem e retratam a essência de Israel.
Haifa é a terceira maior cidade de Israel e apesar de não ser uma cidade grande para o padrão mundial, tudo que existe em Israel tem sua parcela de representatividade em Haifa.

Se você quer conhecer Israel e não tem muito tempo vá conhecer Haifa, pelo menos dá para ter uma noção de tudo que existe no país.

Haifa é uma enorme mistura de religiões (Judaísmo, Cristianismo, Islamismo, Fé Bahaíí e Budismo), tecnologia, bares, universidades, shoppings, spas, novo e velho, mar e montanha, descanso e trabalho.

Haifa é aquela cidade que é uma boa opção para tudo, afinal é o único lugar do mundo que consegue ter o trânsito ruim e ainda continuar sendo uma cidade calma.

E como sempre nesse tipo de post o meu maior sacrifício é conseguir escolher que fotos colocar, tentando sempre mostrar um pouco de tudo e ao mesmo tempo dar uma visão geral:

Mar Mediterrâneo:



Algumas fotos da cidade como um todo, nada de pontos turísticos, vistas reais de Haifa:




O trem de Haifa:

Haifa vista de cima:

Porto de Haifa.
E algumas fotos de dentro do Centro Bahaíi que é com certeza um dos lugares mais bonitos do mundo:






Vista de dentro para fora do Centro Bahaíi.


sábado, 1 de fevereiro de 2014

Diário de Viagem à Terra Santa (Livro com Prefácio Meu)

Das muitas coisas legais que esse blog me trouxe, uma delas foi o convite para fazer o prefácio do livro "Diário de Viagem à Terra Santa".

O autor, Alan Chiamenti Machado, hoje meu amigo, conseguiu de uma maneira muto simples e muito leve unir sua experiência de viajar à Terra Santa com o exato colorido de história e cultura judaica que se faz necessário para que você sinta nessa "viagem" junto com ele.

Para quem se interessa pelo tema é realmente um excelente livro. Recomendo!

E não se esqueçam de ler o prefácio 2 do livro, que afinal de contas é meu. rsrs.

O livro está sendo lançado hoje e estará disponibilizado gratuitamente para download no site dele. Para fazer o download ou ler online clique na figura abaixo:

Para fazer o donwload, clique aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...