terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Das Dores da Imigração

Acho que em todo blog sobre vida de imigrante ou vida de expatriados (que é a palavra que está na moda) sempre tem um momento, por vezes até uma seção inteira sobre "como é sofrido viver longe de casa".

Consequentemente, as perguntas "Mas e a saudade? ou Você não sente falta...? estão entre as 10 mais feitas, quem acompanha o blog já cansou de ver essas perguntas por aqui, não é?

E verdadeiramente, chegou a minha hora de falar sobre isso:

Imigrar não dói, o que dói é viver em dois mundos. Na vida, sobretudo, quando se decide viver em outro país é preciso saber a hora de encerrar ciclos e de se desligar do que voluntariamente se deixou para trás.

O problema da grande maioria das pessoas não é propriamente se adaptar ao novo, mas abandonar o velho. Velhos hábitos, velhos costumes e até velhos problemas, por piores que sejam são conhecidos e já se sabe lidar com eles, não é?

O sofrimento é voluntário. O sofrimento vem dos nossos apegos (Não fui que disse isso, foi Buda, eu apenas constato a veracidade e a sabedoria desse pensamento).

A vida é um eterno abrir e fechar de ciclos e quando você decide morar em outro país, você primeiro precisa encerrar o seu ciclo com tudo que vai ficar no seu país.

O imigrante é antes de tudo alguém que se especializa em fechar ciclos, e mais importante, alguém que sabe reconhecer antes de todo mundo a hora exata de fechar um ciclo, de mudar, de recomeçar, de reinventar o mundo e a vida, e principalmente, é alguém que sabe dizer adeus sem dor no coração, porque o adeus dito na hora certa não dói, é leve, é seguro e por vezes é até bonito.

E com isso, eu aproveito este post para me despedir de vocês e do blog. Esse será o meu último post.

Eu acredito que o blog conseguiu mostrar a verdade da vida em Israel, conseguiu quebrar muitas ideias erradas e mudar algumas mentalidades, assim sendo eu considero que a minha missão com esse blog está cumprida e portanto é hora de encerrar mais um ciclo na minha vida.

E para não dizer que eu me despeço sem imagens, vou deixar algumas fotos do pôr do sol em Israel, que é seguramente o mais bonito do mundo e que para mim é a imagem que melhor representa o encerramento de um ciclo (fim e recomeço).

Eu tenho muito carinho por essa foto, porque esse foi o primeiro pôr do sol que eu fotografei aqui - Jul/2009.

Na estrada voltando do mar morto - Pôr sol sobre o deserto.

Em Ashdod - Pôr do sol sobre o Mar Mediterrâneo.
E esse foi o primeiro pôr do sol que eu fotografei aqui em Nazareth, esse sim o mais bonito do planeta e é assim que o sol se põe o verão inteiro.

E esse vídeo eu filmei no estacionamento do Shopping Dodge Center aqui em Nazaré, quando eles estavam inaugurando o parquinho que tem lá agora. No caso era uma quinta-feira e o sol também acabava de se por:




*Não se preocupem o blog vai continuar no ar, não haveria nenhum sentido em apagá-lo.
E não precisa me perguntar, eu não estou indo embora de Israel, nem de Nazaré, nem de lugar nenhum.

E para quem ainda quiser me escrever o e-mail do blog vai continuar ativo, apesar de eu levar às vezes 2 semanas para responder eu continuarei respondendo: vivendoemisrael@gmail.com

As únicas coisas que eu vou tirar do ar daqui umas 2 ou 3 semanas são o twitter e a página do blog no Facebook.

Mas a minha conta pessoal no Facebook e o canal do Youtube  continuarão ativos, porque são meus pessoais, ok?

Foi um prazer enorme conhecer todos vocês!!!





sábado, 8 de fevereiro de 2014

Haifa - Terceira Maior Cidade de Israel

Haifa é uma das cidades que mais definem e retratam a essência de Israel.
Haifa é a terceira maior cidade de Israel e apesar de não ser uma cidade grande para o padrão mundial, tudo que existe em Israel tem sua parcela de representatividade em Haifa.

Se você quer conhecer Israel e não tem muito tempo vá conhecer Haifa, pelo menos dá para ter uma noção de tudo que existe no país.

Haifa é uma enorme mistura de religiões (Judaísmo, Cristianismo, Islamismo, Fé Bahaíí e Budismo), tecnologia, bares, universidades, shoppings, spas, novo e velho, mar e montanha, descanso e trabalho.

Haifa é aquela cidade que é uma boa opção para tudo, afinal é o único lugar do mundo que consegue ter o trânsito ruim e ainda continuar sendo uma cidade calma.

E como sempre nesse tipo de post o meu maior sacrifício é conseguir escolher que fotos colocar, tentando sempre mostrar um pouco de tudo e ao mesmo tempo dar uma visão geral:

Mar Mediterrâneo:



Algumas fotos da cidade como um todo, nada de pontos turísticos, vistas reais de Haifa:




O trem de Haifa:

Haifa vista de cima:

Porto de Haifa.
E algumas fotos de dentro do Centro Bahaíi que é com certeza um dos lugares mais bonitos do mundo:






Vista de dentro para fora do Centro Bahaíi.


sábado, 1 de fevereiro de 2014

Diário de Viagem à Terra Santa (Livro com Prefácio Meu)

Das muitas coisas legais que esse blog me trouxe, uma delas foi o convite para fazer o prefácio do livro "Diário de Viagem à Terra Santa".

O autor, Alan Chiamenti Machado, hoje meu amigo, conseguiu de uma maneira muto simples e muito leve unir sua experiência de viajar à Terra Santa com o exato colorido de história e cultura judaica que se faz necessário para que você sinta nessa "viagem" junto com ele.

Para quem se interessa pelo tema é realmente um excelente livro. Recomendo!

E não se esqueçam de ler o prefácio 2 do livro, que afinal de contas é meu. rsrs.

O livro está sendo lançado hoje e estará disponibilizado gratuitamente para download no site dele. Para fazer o download ou ler online clique na figura abaixo:

Para fazer o donwload, clique aqui.

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Música Israelense #1

Finalmente um post sobre cultura israelense saindo. :) Só para deixar claro não é um post técnico sobre música, é um post baseado na minha observação e naquilo que eu já li sobre o assunto. Se você é especialista em música do Oriente Médio, sinta-se à vontade para compartilhar seus conhecimentos técnicos conosco.

A música israelense é muito rica, muito diversificada e sobretudo muito influenciada por outros povos, então é completamente impossível falar de música num post único.

Por essa razão, nesse primeiro post vou tentar dar apenas uma visão genérica da música contemporânea de Israel.

A música israelense é marcantemente influenciada pela música marroquina, o que não quer dizer que seja igual, apenas influenciada, assim como também pela música judaica, Iemenita, e claro pelos ritmos mundiais rock, jazz, pop etc.


E, embora Israel seja um país super pequeno, também é possível perceber influências regionais no cenário musical israelense.

De todo modo, engana-se fortemente quem imagina que a música padrão que toca nas rádios israelenses seja música religiosa, não é. A música moderna de maior influência e difusão hoje em Israel é o pop-mizrahi.

Por definição, música mizrahi é a música feita no Oriente Médio, com as influências próprias daqui (eu explico música mirahi no próximo post sobre o assunto)

Portanto, pop-mizrahi, nada mais seria do que a música do Médio-Oriente mesclada com o ritmo pop.

E a partir dessa explicação nada mais serve, se não exemplos, não é?
Então, vou deixar alguns vídeos de alguns cantores que se destacam tocando esse tipo música:

Avihu Shabat - Filho de um dos mais famosos cantores israelenses que se destaca cantando música Mizrahi de essência, num estilo mais romântico.


בשבילך- Para você

עדיין שלך- Ainda seu

Eyal Golan - Talvez fosse o mais famoso e proeminente nome da música pop-mizrahi israense, até o final de 2013, quando ele se envolveu com uma garota menor de idade e festas regadas a drogas e prostituição organizada pelo próprio pai, o que queimou bastante a carreira dele. Particularmente, eu nunca gostei da música dele.

 
Quando você está com ele - כשאת איתו 

 Todos os sonhos -כל החלומות 

Sarit Hadad - Talvez uma das vozes femininas mais bonitas desse estilo.

 מאחלת לך - Eu desejo Você


Acho que deu para ter uma noção do estilo. Nos próximos posts eu mostro mais detalhadamente os outros ritmos. 

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Um Excelente Fim de Ano a Todos e Até 2014!

Fim de ano é um momento excelente para reflexões e reavaliações. Então eu vou aproveitar a ocasião para explicar uma coisa:

Num determinado momento da minha vida, muitos anos atrás, eu fui muito ajudada pela internet e por pessoas que eu jamais cheguei a conhecer. Pessoas, sites e blogs que numa determinada situação mudaram a minha vida para sempre. Então, eu prometi para mim mesmo que o dia que eu tivesse um conhecimento não profissional, que pudesse ajudar alguém, eu passaria adiante de graça. Portanto, esse blog é meu entendimento com Deus, uma forma de agradecer o que um dia eu ganhei de mão beijada. Se eu ajudasse uma única pessoa com ele eu já estaria realizada. É por isso que esse blog existe!

E falando especificamente do blog, no final de 2012, quando eu me despedi para uma pausa de fim de ano, o blog contava cerca de 200 acessos por dia. No decorrer de 2013 o blog cresceu muito e sozinho, sem eu fazer nada, e agora nós terminamos 2013 com uma média de 700 visualizações por dia, alguns dias chegam a ter 1500 acessos.

Então acreditem em mim, eu respeito muito vocês e não tenho a mínima pretensão de parar de escrever esse blog, parem de se preocupar com isso!!! :)

No mais, agradeço muito a todos que seguem o blog, que gostam de mim, que trocam uma ideia, não só deixando comentários, mas partilhando um pouco da vida de vocês comigo. Meu carinho mais que especial aqueles que deixam de ser "apenas" leitores e passam a ser meus amigos, vocês são muito queridos e muito bem-vindos na minha vida, sempre!

Eu lamento não poder responder a todos na hora, alguns eu realmente esqueço de responder, mas vocês sabem que eu viro madrugadas conversando com vocês no Facebook, então, acho que ninguém termina o ano chateado comigo por isso, certo?

E como não poderia deixar de ser, eu agradeço imensamente a fidelidade daqueles que vem aqui exclusivamente para me odiar. Vocês não sabem o quanto a presença de vocês me alegra e me diverte.

Aos que acreditam em Deus, que Deus abençoe o fim de ano de vocês e aos que não acreditam, faço votos que vocês consigam continuar tendo fé na humanidade e principalmente torço para que a humanidade consiga ter fé em vocês.

Um excelente fim de ano e que 2014 seja um ano muito próspero e de muita luz para todos nós.

E no comecinho de 2014 o blog volta com todos os posts que eu fiquei devendo em 2013, farei o máximo para responder em forma de posts as perguntas que vocês mais têm feito e assim como foi esse ano, pelo menos 2 posts por mês eu garanto (tentarei fazer mais, mas até março ou abril acho difícil conseguir passar disso).

Um beijo enorme para todo mundo!

Nazaré às Vésperas do Natal.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...